Estilo
Fonte
Autistas ganham opção gratuita para tratamento
Ter, 17 de Julho de 2012 19:37

A Casa de David, instituição filantrópica paulistana especializada no cuidado à pessoa com deficiência intelectual, física e com autismo, completa 50 anos e inaugura no segundo semestre um Centro Nacional de Estudo e Atendimento à pessoa com Autismo.

Dados preliminares do Censo Demográfico de 2010, divulgados recentemente pelo IBGE, apontam que o número de pessoas com deficiência no Brasil é de 45 milhões, ou seja, quase 24% da população. Dentre estas, quase 3 milhões são pessoas com deficiência intelectual.  Entretanto, o número pode ser ainda maior, já que não foram consideradas pelo IBGE patologias e síndromes como perturbações, neurose, esquizofrenia e autismo.

O Autismo - síndrome sem cura que afeta o desenvolvimento de atividades como interação social, comunicação e contato - segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) atinge 70 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil o número exato de portadores desta síndrome ainda é desconhecido, contudo estima-se que possa variar entre 2 e 3 milhões. O principal problema encontrado pelo brasileiro está ligado ao diagnóstico tardio e a falta de tratamento adequado, causados principalmente pela escassez de conscientização e informação da população sobre a patologia e de políticas públicas específicas para diagnosticar e tratar o paciente ainda na infância.

A Casa de David, instituição paulistana sem fins lucrativos que há 50 anos abriga e cuida de crianças, jovens, adultos e idosos com deficiência intelectual, física e com autismo anuncia para o segundo semestre de 2012 a inauguração de um Centro Nacional de Estudo e Atendimento à pessoa com Autismo. Atualmente a instituição que está localizada às margens da Rodovia Fernão Dias km 82 na cidade de São Paulo, abriga em regime de internação 300 pessoas com deficiência intelectual e física e 30 pessoas com autismo, em sua maioria com patologias gravíssimas, oriundos de famílias carentes ou que foram abandonados por seus familiares. A nova unidade está situada na cidade de Atibaia, a 60 km de São Paulo e passará a atender com proficiência 90 pessoas (30 já atendidas em São Paulo e 60 novas vagas) em regime de internação, ou seja, as vagas são destinadas a escala mais baixa do espectro autista.

O modelo assistencial é pioneiro no país, pois os pacientes serão instalados em residências terapêuticas e atendidos por equipe multidisciplinar especializada. O projeto estrutural, que é monitorado por engenheiros e arquitetos voluntários, ainda contempla a construção de piscinas terapêuticas, quadra poliesportiva e anfiteatro. A unidade visa, além do atendimento de excelência, a constituição de um conselho científico para estudar, pesquisar e buscar novas referências e experiências para o atendimento; a troca de informações com outros países, ministrar palestras, simpósios e Workshops.

A construção teve inicio em fevereiro de 2011 e até o momento foi conduzida com recursos da própria instituição e de doações não obtendo nenhuma participação de órgãos governamentais. Entretanto todas as vagas serão oferecidas gratuitamente para pessoas do Estado de São Paulo e segundo a coordenadora de Relações Empresariais e Institucionais da Casa de David Dra. Cleize Bellotto apesar de as inscrições não estarem oficialmente abertas, a nova unidade já possui uma alta demanda de pedidos para internação.

Dra. Cleize ressalta que a instituição também pretende desenvolver  futuramente atendimentos ambulatoriais capazes de diagnosticar precocemente a síndrome, além de tratar os casos mais leves, sem necessidade de internação. “Nosso maior desafio é conseguir proporcionar qualidade e expectativa de vida aos nossos assistidos. Trabalhar suas estereotipias, fazer com que eles se comuniquem e que se desenvolvam como indivíduos sociais são as nossas motivações” finaliza.

Buscando maior agilidade na conclusão das obras a instituição aceita doações de materiais de acabamento como pisos, tintas, louças sanitárias, torneiras, etc. Para ajudar basta entrar em contato no telefone (11) 2453-6600 ramal 235 e 265 ou acesse www.casadedavid.org.br .

A Casa de David é uma instituição filantrópicas sem fins lucrativos que sobrevive principalmente de parcerias e doações de pessoas físicas e jurídicas e a unidade I está localizada em São Paulo na Rodovia Fernão Dias, Km 82 (sentido Belo Horizonte- MG). Telefone (11) 2453-6600 e site www.casadedavid.org.br. A Unidade II (Centro de Referência Nacional ao Estudo e Atendimento à Pessoa com Autismo) está localizada na Estrada Municipal Juca Sanches, 1000 – Atibaia/SP.

CENTRO NACIONAL DE ESTUDO E ATENDIMENTO À PESSOA COM AUTISMO

A área está subdividida em 2 tipos de edificações distintas:

1) 19 casas com 2 e 3 quartos cada uma que funcionarão como residências terapêuticas assistidas, ou seja, onde os internos morarão supervisionados por cuidadores altamente qualificados.

2) Edificação de 1.200 mts onde funcionará o centro de convivência, ou seja, local onde os internos farão todos os tipos de atividade. Esse espaço é composto por oficinas terapêuticas, salas de recreação, atendimentos psicológicos, fonoaudiológicos, espaços cobertos e espaços abertos como brinquedoteca, sala de vídeo e mini quadra destinados as atividades de educação física, musicoterapia, entre outros. Estão previstos também mais tipos de terapia externa como a equoterapia (equitação lúdica). Neste espaço também estão previstas as salas para enfermeiros e médicos, dentistas, refeitório, cozinha, lavanderia, rouparia, manutenção e área administrativa.

O que foi descrito acima é o mínimo necessário para o funcionamento que está previsto para este segundo semestre de 2012.

ETAPAS DE CONSTRUÇÃO:

O complexo distribuído numa área de 42 mil metros contemplará as seguintes etapas:

1- Construção e readequação do Centro de Convivência e reforma de 19 casas denominadas residências terapêuticas assistidas e início dos atendimentos;

2- Construção de piscina terapêutica (aquecida e coberta) e quadra poliesportiva;

3- Construção de ambulatório;

4- Construção de um campo de futebol e anfiteatro.

MODELO ASSISTENCIAL:

Em regime de internação com médicos, enfermeiros e cuidadores em regime de plantões, dia e noite, 24h por dia 365 dias por ano. A unidade visa além do atendimento de excelência a essa síndrome, a constituição de um conselho científico para estudar e pesquisar mais sobre o autismo, com a intenção de buscar novas referências e experiências para o atendimento, troca de informações com outros países, ministrar palestras, simpósios e Workshops.

A proposta terapêutica e estrutural será a pioneira, pois as pessoas que necessitam do atendimento sob regime de internação deixarão de ser colocadas em abrigos pavilhionares e passarão a ser tratados em residências, o que qualifica o trabalho e o personaliza ainda mais.

A missão do projeto Unidade II – Casa de David visa também ofertar aos pais de autistas confiança, segurança e garantia de qualidade e expectativa de vida oriundos de um atendimento especializado e qualificado. Os pais, em sua maioria sofridos e que optaram pela internação por não terem mais condições de conviver com seus filhos, face a agressividade dos mesmos, conheceram recentemente a unidade e ficaram extremamente contentes com o resultado.

Com a implantação da Unidade espera-se um olhar atencioso por parte do Governo no que diz respeito às políticas públicas, até então inexistentes, que dificultam os financiamentos para as internações e o diagnóstico precoce e correto, e que possivelmente traria mais aconchego aos familiares.

A verdade é que essa síndrome é pouco conhecida e muitas pessoas sequer sabem do que se trata, todavia vem crescendo o número de autistas, sendo mais característico em homens que em mulheres, estando na proporção de 4 homens para uma mulher.

O que se verifica que quando crianças, o convívio familiar apesar das dificuldades é possível, todavia com o passar do tempo e quando adultos o nível de agressividade aumenta em alguns casos, levando os familiares a buscarem ajuda e necessitar das internações.

Somente em 2008 o estado foi condenado a ofertar aos autistas a internação que necessitavam, face a uma Ação Civil Pública movida contra o mesmo no ano de 2000.

A Casa de David, após passar por essa nova experiência de atendimento ao autista, que vem desde 2008, se sentiu desafiada e com recursos próprios colocará esse complexo à disposição do Estado, mais precisamente, da Secretaria da Saúde, todavia espera por parte desses administradores um convênio capaz de manter a estrutura e ofertar esse atendimento tão especializado.

FOTOS DIVULGAÇÃO:

https://www.dropbox.com/sh/2qk8036fjb3yghw/pLuvP5GSda

(Fonte: Casa de David)

 

Compartilhe