Vila Mariana (continuação 2)

Esta semana, seguimos nossa vistoria pela Vila Mariana. As ruas vistoriadas:

De um lado rampa, mas e do outro?

– R. Domingos de Morais (trecho
– R. Leonardo Nunes
– R. Coronel Lisboa
– R. Machado Bittencourt
– R. Loefgreen

Começamos por onde paramos da última vez, a partir do Shopping Santa Cruz, região onde se encontram várias associações. Entre as mais famosas, a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), APAE e várias outras, além do Hospital São Paulo. Já na saída do shopping encontramos dois cadeirantes que esperavam por uma van que leva passageiros para a AACD. Fica a dica pra quem precisa de transporte até lá, já que não é tão perto do metrô e ir andando é bastante complicado e aventureiro.

Alguns problemas já identificados em nossa última vistoria pela região, na semana retrasada, se repetiram: faltam rampas de acesso nas faixas de pedestres, assim como falta semáforo para pedestres e piso tátil.

Além dos obstáculos, obras que deixam as calçadas esburacadas, ainda falta o respeito do motorista com o pedestre. Flagramos diversos carros parados na calçada, dificultando a passagem de um andante. Imagine então para um cadeirante!

Nosso pior trecho foi a Loefgreen, uma rua que cerca o shopping, próxima ao terminal, que teoricamente deveria apresentar menos transtornos por ser uma via de bastante circulação.

Floreira quebrada e mesas atrapalham o passeio do pedestre

Outro problema que também foi bastante comum foram árvores e floreiras nas calçadas. É claro que ter verde nas ruas de São Paulo faz bem e é bonito. Mas tem que haver manutenção e cuidados, para as raízes das árvores não quebrarem o concreto e racharem toda a calçada.

E vale lembrar que a multa pra quem não cuidar da sua calçada aumentou. Mantenha sua calçada em boas condições. Os pedestres agradecem!

Publicado em Categorias Guardiões das Calçadas